Literatura brasileira para concurso público

Tempo de leitura: 7 minutos

Seja durante o ensino fundamental, ensino médio ou durante o período pré-vestibular, a literatura brasileira está muito presente na vida dos estudantes de todas as idades. As grandes produções são as responsáveis por criar um enorme aprendizado, ensinando novas culturas, novas formas de escrita e, com isso, ajudando a interpretar diferentes formas de linguagens.

Todos já ouviram falar sobre as obras de Carlos Drummond de Andrade, Machado de Assis, Clarisse Lispector e entre outros renomados nomes presentes na história da literatura do Brasil.

Mas, infelizmente, nem todos tiveram o contato com todos esses conhecidos autores da literatura brasileira. Porém, essas obras são regras básicas para aqueles que pretendem prestar o vestibular.

E se engana quem pensa que a literatura brasileira para concurso público é lenda. Esta disciplina está presente na maioria dos concursos públicos do país, e para possuir maior facilidade de sucesso neste tema é preciso estudar desde a história até as manifestações artísticas que estavam presentes na época em que o texto – pedido na prova – está inserido.

Para isso é muito importante estudar a literatura brasileira para concurso público e ter conhecimento sobre os principais autores exigidos e o período da história em que ganham destaque.

Literatura brasileira para concurso público

Assim como a Língua Portuguesa, a Literatura brasileira é um tema muito recorrente nas provas de concursos públicos, e são cobrados autores que provavelmente fizeram parte da vida escolar do candidato durante o ensino médio.

A leitura das grandes obras dos renomados autores é muito importante para a literatura brasileira para concurso público, pois dessa forma ampliará o vocabulário dos candidatos e ajudará a desenvolver e melhorar a escrita.

A interpretação de texto é muito presente e um fator que pode gerar preocupação entre os concurseiros. Para que isso não ocorra é preciso entender os pontos principais que ajudaram a entender a questão cobrada.

O primeiro ponto é entender a ideia central do texto, em seguida é preciso entender a ideia secundária, os argumentos, as fundamentações do autor e as explicações que ajudem a entender as questões que o texto apresenta.

Outro fator importante é ter conhecimento das escolas e gêneros literários e suas características. Para isso é preciso conhecer melhor sobre a época, a história e a escola literária em que o texto e o autor estão inseridos.

Em seguida é preciso possuir um conhecimento gramatical e semântico (significado das palavras), assim como a capacidade de observar e de raciocínio.

Também é preciso possuir um grande conhecimento da história e cultura na qual o texto está presente. Assim como ter conhecimento de outros textos e manifestações de arte da época, para que haja maiores referências que ajudem a resolver questões da literatura brasileira para concurso público.

Principais autores cobrados nos concursos

Para os concurseiros de plantão é preciso lembrar que há alguns autores que costumam estar sempre presentes quando a questão é a literatura brasileira para concurso público. Portanto é válido e importante conhecer um pouco sobre a histórias dos principais autores da literatura brasileira.

Entre eles está Manuel Bandeira. Nascido em Recife em 19 de abril de 1886, Manuel Bandeira procurava utilizar uma fala mais coloquial para falar de assuntos do cotidiano, utilizando a objetividade e o humor.

Outro grande nome é o do poeta Carlos Drummond de Andrade. Mineiro, nascido em 31 de outubro de 1902, escreveu milhares de poesias, crônicas e antologias poéticas, entre elas temos, “A Rosa do Povo” (1945) e “Sentimento de Mundo” (1940).

Oswald de Andrade é mais um autor presente na literatura brasileira para concurso público. Um dos grandes nomes do Modernismo, Oswald de Andrade deu início, em 1916, a uma grande obra,  “Memórias Sentimentais de João de Miramar”.

Joaquim Maria Machado de Assis, mais conhecido por Machado de Assis, é um dos maiores nomes da literatura brasileira. Um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras, Machado de Assis escreveu contos como, por exemplo, a “Missa do Galo”, o “Alienista” e “O Espelho”.

Entre os outros grandes nomes da literatura brasileira para concurso público está Mario de Andrade e Álvares de Azevedo. Entre suas obras encontram-se “Macunaima”, “Paulicéia Desvairada”, e “Macário”, “Lira dos Vinte anos”, respectivamente.

História da literatura brasileira

Entender e conhecer sobre a história do Brasil é uma forma de ter um maior conhecimento sobre a literatura brasileira para concurso público que será cobrada nas provas.

A literatura está presente no Brasil desde o século XVI, quando começou a colonização do país. Neste período, conhecido como Quinhentismo, destaca-se Padre José de Anchieta, lembrado por meio de seus poemas, sermões e hinos. Durante o Quinhentismo, Pero Vaz de Caminha elabora a Literatura de Informação por meio de suas cartas e diário escritos sobre o Brasil.

No século XVII ocorre o período Barroco. Conhecido como o momento de diversos conflitos espirituais, esta época é marcada por uma literatura de angústia e a oposição entre o mundo espiritual e material.

O Neoclassicismo ou Arcadismo aparece durante o século XVIII. Marcado pela ascendência da burguesia e do que essa classe acredita, é neste período que aparecem obras como, por exemplo “O Uruguai” de Basílio da Gama e “Caramuru” de Frei José de Santa Rita Durão.

Já no século XIX acontece o Romantismo caracterizado pelo individualismo, nacionalismo, idealização da mulher, valorização da liberdade e o uso de metáforas, com obras como “O Guarani” de José de Alencar e “Espumas Flutuantes” de Castro Alves e entre outras obras.

Nos séculos seguintes se instala o Realismo (segunda metade do século XIX) com clássicas obras de Machado de Assis “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, “Quincas Borba” e “Dom Casmurro”. Esta época é marcada pelo objetivismo, linguagem popular, personagens inspirados na realidade, cenas cotidianas, crítica social e visão irônica da realidade.

O Parnasianismo se instala no final do século XIX e início XX. Neste período autores como, Olavo Bilac, Alberto de Oliveira e Vicente de Carvalho se destacam com suas obras utilizando linguagens mais rebuscadas, vocabulário culto e procuravam descrever com maiores detalhes.

Durante o Simbolismo (final do século XIX) seus autores utilizavam uma linguagem mais religiosa, sugestiva e abstrata, valorizando o mistério da morte e dos sonhos. Os principais representantes deste período são Alphonunsus de Guimaraes e Cruz e Sousa. 

Nos anos entre 1902 e 1922 se instala o Pré-Modernismo. Este período é marcado pelas questões regionais, o positivismo, a busca pelos valores tradicionais, utilizavam uma linguagem mais coloquial e havia a valorização de problemas e questões sociais. Esta época é marcada por conhecidos autores como: Monteiro Lobato, Lima Barreto e Euclides da Cunha.

Já entre 1922 e 1930 o Modernismo ganha seu espaço durante a Semana de Arte Moderna de 1922. Marcado por uma literatura nacionalista, abordando temas do cotidiano e utilizando uma linguagem bem humorada, o Modernismo teve como principais autores Oswald de Andrade, Manuel Bandeira, Mario de Andrade e outros grandes nomes da época.

E o Neo-Realismo, período que acontece entre 1930 e 1945, os autores retornam a criticar e denunciar os problemas sociais do país.

As principais obras desta época ficam por conta de “Vidas Secas” de Graciliano Ramos, “O Quinze” de Raquel de Queiroz e o “Fogo Morto” de José Lins do Rego, além de poetas como Carlos Drummond de Andrade, Vinicius de Moraes e Cecilia Meireles.

Nos anos seguintes até os dias de hoje, a vida urbana é o pano de fundo de muitas obras, além da solidão, das questões políticas, o papel da mídia e a violência são assuntos tratados pelos autores. Durante a literatura contemporânea, autores como Ariano Suassuna, João Ubaldo Ribeiro, Lygia Fagundes Telles são alguns dos nomes que se destacam.

Literatura brasileira para concurso público
Avalie esta postagem

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.