Dicas para conseguir passar em concursos públicos – parte 2

Tempo de leitura: 6 minutos

Olá amigos concurseiros, vamos dar sequência a nossa saga de dicas para conseguir passar em concursos públicos, um post dos mais esperados não só pelos estudantes de concursos, mas também pelos estudantes do ENEM e daqueles que estudam para os exames da Ordem dos Advogados do Brasil, da OAB.

Antes de seguir com mais dicas, vamos recapitular o que vimos no post anterior:

  1. Você precisa estar convicto que é realmente isso que você deseja.

  2. Chegou a sua hora, aproveite-a!

  3. Faça disso o seu objetivo principal.

  4. Sua família deve conhecer seus planos.

  5. Concurso é coisa séria.

  6. Esqueça, pelo menos por enquanto, sua diversão diária.

  7. Mantenha-se informado.

  8. Quando estiver próximo das provas, respire o concurso.

  9. Faça bons investimentos.

Agora, vamos às dicas de hoje:

  1. Não faça dos estudos um momento de martírio.

Estudar para concursos públicos requer paciência, zelo, dedicação e empenho, mas você não pode transformar esse ato em algo penoso e dolorido.

Estudar tem que ser satisfatório, assim, até a absorção do conhecimento é aumentada. Mesmo que os estudos sejam por horas a fio, por períodos longos, ou até mesmo cansativos em determinados momentos, você precisa fazer isso com prazer.

Em momentos de cansaço e desânimo procure se lembrar do que está em jogo. A recompensa no final vale o esforço, então, nada de achar que estudar é um sacrifício.

  1. Aproveite cada instante que tiver.

Cada minuto que tiver disponível precisa ser aproveitado. Após tomar a decisão de estudar para prestar um concurso, você não pode, e nem deve, desperdiçar o seu tempo.

Esteja sempre preparado para aproveitar qualquer oportunidade de tempo que possa aparecer.

Esqueça passeios, ‘saidinhas’ e festas. De agora em diante o seu tempo deve ser para estudar. Mas isso não quer dizer que você não pode ter um tempo só para você, significa que o seu momento de relaxamento deve ser moderado.

Atividades mais leves servem para distrair e elimina o estresse. Opte por elas. Não é hora de perder, desperdiçar tempo. Otimize o seu dia a dia para ter um tempo precioso na sua preparação.

  1. Faça a sua preparação independente da preparação dos outros concorrentes.

Você não pode cair na armadilha de estudar pelo que os outros estão estudando. Muitas vezes são ‘falsos’ concurseiros, e que não são parâmetros para ninguém.

Menosprezar os outros candidatos, em especial aqueles do seu convívio, e achar que você está melhor preparado do que eles, é um grave erro.

Não é demais lembrar que o concurso público é aberto a pessoas de todo país, e muitos se preparam ‘engolindo’ os livros e apostilas. Não leve em consideração somente pessoas que você conhece ou que estão no seu convívio. A sua preparação tem que beirar a perfeição. Só assim suas chances serão maiores.

Estude por você, e para você!

  1. Vá com calma, não apresse as coisas.

Mesmo quando as coisas não acontecerem na velocidade que você gostaria, não se desanime. Tenha paciência e mantenha o ânimo. As adversidades precisam ser enfrentadas com calma e tranquilidade.

É comum ocorrer atrasos em entregas de materiais, às vezes um curso em um ritmo não tão acelerado quando desejaria, mas isso não deve te aborrecer.

Encare as coisas com naturalidade e procure administrá-las da melhor maneira possível.

A paciência é uma aliada nesse processo.

  1. Remédios milagrosos não existem!

Muitos estudantes procuram outros artifícios com o intuito de aumentar a capacidade de aprendizagem, e até fazem uso de remédios para isso. Como se ficar mais tempo acordado, por exemplo, fosse possibilitar algum a vantagem sobre os concorrentes.

Além de ter efeitos colaterais, os remédios podem afetar diretamente a sua capacidade de aprendizado e concentração, causando justamente um efeito contrário ao imaginado.

Mesmo elementos mais naturais como guaraná ou café devem ser devidamente dosados. Os calmantes para a hora da prova também deve ser evitados, a não ser que haja prescrição médica para isso.

Remédios na verdade são drogas, então, evite-as.

  1. Cuidado com os vícios televisivos.

Que a televisão é viciante todo mundo sabe. Muitos programas são feitos para isso mesmo, para grudar os telespectadores e manterem a audiência em alta. Um bom exemplo disso são as séries ou as novelas.

Para os estudantes de concurso público, esse acompanhamento precisa dar um tempo. Nada de acompanhar programas frequentes ou os incessantes programas esportivos.

A TV pode ser uma aliada se usada da maneira correta. Telejornais podem ser úteis para assuntos gerais, que podem ser temas de redação, por exemplo. Programas do tipo tele-curso podem ajudar nos estudos.

Outra maneira de usar a televisão aliada à didática é através de filmes ou documentários voltados para a aprendizagem ou vídeoaulas sobre matérias ligadas às provas do concurso. É um modo de aprender relaxando, principalmente para quem consegue absorver conhecimento escutando.

Ademais, você deve usar o seu tempo para estudar e descansar. Dependendo do programa que você assiste, a sua adrenalina pode aumentar e o descanso ser menor do que o recomendado.

A TV é um produto para ser usado com moderação.

  1. É de suma importância um bom planejamento para os estudos.

Organização, essa é a palavra. Como a maioria dos concursos abrange uma grande quantidade de matéria e conteúdo, você precisa de um bom plano de estudos.

Só assim você conseguirá não ficar perdido e saber exatamente por onde começar e trilhar os seus estudos.

Alguns cursos oferecem um bom planejamento. Seguem uma linha de raciocínio que facilita a aprendizagem. É uma boa ideia para começar seu planejamento, mas procure cursos que irão agregar, não só pelo custo.

Se você sentir falta de alguma coisa, pode complementar com os estudos em casa, livros, apostilas ou exercícios extras. Alguns professores dos cursos podem até ajudar com isso.

Quando sair o edital para o concurso escolhido, comece a traçar o seu planejamento pelo conteúdo programático. Separe por matérias e alinhe o seu plano. Você deve considerar as mais importantes em primeiro lugar. Foque seus estudos no que tem maior valor nas provas, mas sem se esquecer das outras matérias.

 

Por hoje ficamos por aqui, em breve um novo post dando continuidade nas dicas para conseguir passar em concursos públicos.

 

Dicas para conseguir passar em concursos públicos – parte 2
Avalie esta postagem

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *