Concurso Polícia Civil DF – A expectativa continua…

Tempo de leitura: 6 minutos

A cada dia que passa aumenta a expectativa em torno da publicação do Edital do concurso público da Polícia Civil DF (Distrito Federal). 

Há fortes indícios que esse Edital seja divulgado e publicado ainda no primeiro semestre de 2018. 

De acordo com informações do próprio setor, o processo de autorização para a realização do concurso da Polícia Civil DF segue em andamento. No final do mês de março houve uma movimentação no processo, sendo encaminhado ao Gabinete da SEPLAG / DF – Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão do Distrito Federal. 

A Secretaria de Planejamento agora deve tomar as devidas providências, uma vez que a instrução era: ‘para conhecimento e providências cabíveis’. 

Tendo em vista tal movimentação, é esperado que a autorização para que o certame ocorra ainda esse ano, possa sair a qualquer momento. Já há muitos concurseiros de dedos cruzados e se preparando para o concurso! 

 

Estimativa de vagas 

Segundo informações da própria corporação, o déficit de servidores no quadro de funcionários da Polícia Civil do Distrito Federal chega a 50%. Essa é uma das razões para tanta expectativa em torno desse concurso. 

É muito provável que seja ofertado nesse certame um total de 2.100 vagas, sendo 1.800 vagas para Agente de Polícia, e mais 300 vagas para Escrivão de Polícia. 

 

Palavra do Diretor 

Já foi anunciado por diversas vezes que o concurso da Polícia Civil do DF sai esse ano, pelo menos é a previsão. O diretor Eric Seba, durante um evento do dia do Policial Civil, anunciou que trabalha para que toda tramitação para liberação do concurso seja concluída o mais breve possível. 

Comentou ainda que tenta aplacar os ânimos da categoria em vista da reivindicação dos policiais acerca da equiparação salarial com a Polícia Federal, onde encontram resistência do Palácio do Buriti. 

 

Números do Sinpol 

O Sinpol – Sindicato dos Policiais Civis vê uma extrema necessidade no aumento do quadro de servidores, tendo em vista o quantitativo genérico dos cargos efetivos da carreira policial. 

Alega também, que um dos motivos para a falta de servidores na corporação, é que houve diversas aposentadorias, por exemplo, sem haver qualquer tipo de reposição. 

Frisa ainda que conforme a legislação, o ideal era ter um quadro perto de 9 mil servidores, tudo de acordo com a Lei nº 12.803 de 24 de abril de 2013, publicada no Diário Oficial da União nº 79 de 25 de abril de 2013, em sua seção 1, página 2. 

Veja o resumo no quadro abaixo, com base no dia 1º de dezembro de 2017: 

Cargo 

Vagas Aprovadas 

Vagas Preenchidas 

Vagas Disponíveis 

Delegado de Polícia 

600 

402 

196 

Agente de Polícia 

5.649 

2.834 

2.816 

Agente Policial de Custódia 

800 

463 

331 

Escrivão de Polícia 

1.000 

416 

581 

Papiloscopista Policial 

360 

247 

111 

Perito Médico Legista 

160 

95 

61 

Perito Criminal 

400 

168 

232 

TOTAL 

8.969 

4.615 

4.328 

O presidente do sindicato dos Policiais Civis, Rodrigo Franco, cita ainda que, é bom lembrar que entre os 4.600 servidores, 300 estão a serviço do sistema penitenciário, deixando o déficit ainda maior. 

O presidente da entidade ainda informa que mesmo com a abertura de 2.100 vagas nesse concurso da Polícia Civil do Distrito Federal, o quadro não chegará ao quantitativo ideal, mesmo porque, estima-se que as quatro mil vagas hoje, possam ser supridas em dois anos, mas quando chegar nesse número, o déficit já terá aumentado. 

Segundo o sindicalista, em dois anos, ao menos 1.000 policiais devem se aposentar, e conta que o governo não está levando isso em consideração, que só fazem conta do pessoal que está na ativa atualmente. 

E mostra isso em números simples: “No ano passado, 350 servidores se aposentaram. Nos três primeiros meses deste ano, já foram 150.” 

Outro ponto que Franco destaca é que seria necessário colocar mais gente na área meio da corporação: áreas de apoio e administrativo, por exemplo. Desse modo, conseguiria concentrar os policiais para fazer o que realmente devem fazer. Quando se tira policiais da sua atividade-fim, quem sai perdendo é a sociedade. 

Rodrigo Franco, para finalizar, ainda afirma que é descrente quanto aos prazos dado pelo governo para realização do concurso, só restando mesmo esperar e torcer para que a autorização saia logo. 

 

O concurso 

A expectativa é que o concurso da Polícia Civil DF anuncie vagas para Agente de Polícia e Escrivão da Polícia, mas há quem acredite que também poderá ser ofertadas vagas para Delegado de Polícia, Agente Policial de Custódia, Papiloscopista Policial, Perito Médico Legista e Perito Criminal. 

Para uma jornada de trabalho de 40 horas por semana, a remuneração inicia deve chegar a R$ 8.284,55 (oito mil e duzentos e oitenta e quatro reais e cinquenta e cinco centavos) por mês. 

Tomando como base o último concurso da Polícia Civil do DF realizado, haverá vagas destinadas a pessoas com deficiência e formação de cadastro de reserva. 

As etapas do concurso compreendiam: 

  • Prova objetiva 
  • Prova discursiva 
  • Teste de capacidade física 
  • Exames biométricos 
  • Avaliação médica e psicológica 
  • Investigação social 
  • Avaliação de títulos 
  • Curso de formação 

E tudo tende a crer que deverá proceder de maneira bem correlata desta vez. 

As provas objetivas cobravam conhecimento básico e especifico em: 

  • Língua portuguesa 
  • Noções de Informática 
  • Raciocínio Lógico 
  • Atualidade 
  • Noções de Direito Constitucional 
  • Direito Administrativo 
  • Direito Penal 
  • Direito Processual Penal 
  • Legislação Específica 
  • Legislação Penal Extravagante 

 

Atribuições  

Levando em conta que os cargos desse concurso da Polícia Civil DF sejam Agente de Polícia e de Escrivão da Polícia, vejam um resumo de suas atribuições: 

– Agente de Polícia 

Realiza atividade de nível superior, das quais envolve investigação de atos e fatos que caracterizam, ou possam caracterizar infrações penais. É assistente de autoridade policial no cumprimento das atividades de polícia judiciária. Coordena ou executa intimações, e notificações. Executa serviços de apoio à autoridade policial, dentre outras funções. 

– Escrivão de Polícia 

Assim como o Agente de Polícia também realiza atividades de nível superior, cumprindo as formalidades legais de polícia judiciária necessárias aos inquéritos, processos administrativos e demais serviços cartorários de apoio a autoridade policial, dentre outras funções. 

 

Amigo concurseiro, não fique só na ansiedade, comece hoje mesmo a sua preparação para o concurso da Polícia Civil do Distrito Federal! 

Concurso Polícia Civil DF – A expectativa continua…
Avalie esta postagem

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *